Conversinha Fashion » RayBan
22 junho 2010
Armações com estampa

Em óculos de sol com armações decoradas, na forma de estampa ou padrão, uma maneira divertida de salpicar mais estilo e identidade a um acessório um tanto quanto comum. Óculos estampados quando no rosto pedem cuidado com os demais acessórios perto da região dos olhos… ou seja, brincos. Para não ficar pesado demais é preciso deixar o óculos dominarem o espaço, gerando por si só o efeito de colocar você em primeiro plano.

Dentro da ideia dos padrões existem os clássicos com referência animal (tartaruta) que são menos dramáticos mas nem por isso pouco interessantes. Nas outras opções traços geométricos ou florais, em duas possibilidades que agradam tipos e estilos bem distintos. E a estampa do óculos de sol não precisa, necessariamente, ser o único ponto marcante do look utilizado; mais para baixo, nas roupas, as limitações são dissipadas pelo tamanho pequeno do acessório que possibilita muitas outras informações no restante da composição. Acho super!

As imagens são do StockholmStreetStyle.

05 maio 2010
Ray-Ban

A mais consagrada marca no mercado de óculos de sol é a Ray-Ban. Seus modelos inspiram cópias e reproduções até mesmo de grifes famosas que não conseguem controlar o desejo de colher um pouco das linhas e da tecnologia avançada da marca que reina absoluta no gosto popular – e dos famosos também.

Vale conhecer por nome alguns modelos da marca e também um pouco mais sobre a história da Ray-Ban, em pinceladas e curiosidades gerais.

O modelo Aviator surgiu a partir da encomenda do tenente John MacCready que durante uma longa viagem de balão sofreu com a exposição dos olhos aos raios solares. O mesmo procurou a B&L em busca de um óculos de sol diferenciado, capaz de proteger os olhos sem prejudicar as linhas estéticas do acessório. A partir daí nasceu o modelo com lentes verdes anti-reflexo que impediam a entrada dos raios infravermelho e ultravioleta. MacCready, muito satisfeito, divulgou a novidade para seus amigos aviadores e militares gerando a popularização do Aviator – que fez com que nascesse a Ray-Ban

A Segunda Gerra Mundial popularizou ainda mais o Aviator, que até então possuía suas vendas restritas aos militares. O sucesso foi tão grande que todos queriam um desses óculos para si… e a Ray-Ban, bem espertinha, tratou logo de ampliar sua gama de produtos.

Raymond Stegeman criou, em 1952, o modelo Wayfarer – construído com armação de plástico. O protótipo foi vendido a B&L e mais que rapidamente seduziu celebridades e artistas de Hollywood. Nascia um novo mercado para a Ray-Ban. O mundo cinematográfico foi um dos maiores responsáveis pela consolidação da marca.

A partir disso a história se deu de forma natural, com altas e baixas para certos modelos específicos, mas nunca para a marca que sempre está a frente do mercado com a pesquisa de materiais e linhas de design. Os clássicos são constantemente remodelados em contato direto com as necessidades do público exigente que espera, cada vez mais, alguma forte novidades.

Há de se recomendar a aquisição de um Ray-Ban original, não apenas pelas linhas modernas e interessantes, mas principalmente pela qualidade do acessório que cumpre o que promete.

Quer mais?!

Leia mais