Conversinha Fashion » Chictopia
27 setembro 2011
E o crochê apareceu de vez

Quando a tendência invade as ruas é hora de repensar formas de aplicação, dando um toque pessoal à referência.

Há quem considere o crochê uma tendência difícil de usar. Porém, essa afirmativa não convence. O trabalho artesanal, ou de toque artesanal, pode ser extremamente eficiente para aplicar feminilidade em looks pesados ou mesmo trazer um pouco de diferenciação à texturas já usadas de diversas formas, como o jeans ou o couro.

 Na imagem acima, looks da marca mineira Clair que faz um trabalho incrível de crochê. Chique e requintado, com o melhor do artesanal.

O que gera o caimento do crochê é o peso de seus pontos e o tamanho das aberturas. Quanto maior os espaços, e mais grossa a linha, mais peso visual é agregado. No caso de linhas finas, amarradas em construções delicadas, o resultado é igualmente suave garantindo lugar para sobreposições ou misturas inusitadas como as que estão sendo vistas nas ruas e nos blogs de street style. Já falamos aqui sobre ele, já conversamos sobre essas características, mas parece que só agora, com ares de primavera e verão, o trabalho começa a invandir de vez as passarelas urbanas.

Jogar com peças moderninhas super funciona, sejam camisas jeans, coletes de brim ou blusinhas de seda. O que importa, as vezes, é quebrar um pouco da referências caseira que a peça feita manualmente (ou que possui esse espírito) carrega. Os comprimentos curtos, por exemplo, são mais simples para oferecer um caimento leve.

Nos pés, as sapatilhas e os sapatos delicados ressaltam o toque romântico da produção enquanto botas e saltos plataforma quebram a referência e enviam outro tipo de mensagem. Nesse mesmo sentido os cardigans garantem ainda mais feminilidade enquanto as jaquetas de couro jogam mais drama e modernidade. O jeans, por sua vez, reforça o que hippie e as peças de alfaiataria contrastam com perfeição.

Por fim, vale a ideia de trabalhar com o crochê como ponto central, assumindo o toque despojado e livre que a peça oferece. Acinturar com uma faixa, ou cinto, ajuda a reforçar a elegância enquanto o toque soltinho assume o tom despojado da produção. Sem grandes detalhes, ou esforço, apostar na tendência (seja ela qual for) com suas ideias e com os elementos do seu guarda-roupa.

16 agosto 2011
A eterna jaqueta jeans

Versátil ao extremo, a jaqueta jeans é peça básica em quase todo guarda-roupa. Seja no inverno ou nas outras estações, ela combina com praticamente tudo e mostra sua força atemporal – hoje, e sempre, uma grande tendência.

Ela nunca saiu dos nossos guarda-roupas, mas esteve esquecida ou colocada em segundo plano nos últimos tempos. Peça atemporal, sempre útil, a jaqueta jeans volta com tudo e mostra toda sua versatilidade. Como mero acompanhamento, garantindo o ar despojado das produções mais elaboradas, ou mesmo salpicando um pouco de modernidade aos looks conservadores, a peça possui mil facetas e pode sobreviver às mais incríveis e inesperadas tempestades visuais.

Inicialmente, vale decidir qual o tipo de corte, caimento, ou modelagem que mais valoriza seu estilo e personalidade. São muitas as opções e são inúmeras as possibilidades. Entre elas, o ajustado, acinturado, reto e/ou encurtado que ditam não apenas o tom mas, muito, quais serão as opções de uso.

As jaquetas jeans curtinhas, no estilo mini, são super delicadas – uma ótima opção para as meninas que não abrem mão da feminilidade. Os modelos retos, larguinhos, são neutros e deixam o visual mais street; outra opção são os modelos acinturados, de comprimento padrão e ajustados que são, sem dúvida, os mais práticos e desejados da temporada. As cores caminham entre o clarinho, o indigo, com lavagens ou escuro; o que importa, claro, é saber o que vai combinar melhor com o que já mora no seu guarda-roupa. Nos acabamentos, dos aviamentos à aplicações, o que pode dar seu toque de personalidade; entre golinhas de pêlo e tachinhas aplicadas, um mar de possibilidades para sair do básico se o neutro não te conquista por completo.

Entre as referências de looks, a opção super fácil e prática de jogar a jaqueta jeans em um look clássico de verão, dos vestidinhos aos shorts e saias encurtados complementados por acessórios de inverno (a.k.a bota e/ou meia calça grossa). Também funciona fazer um mix com calças despojadas ou looks sociais, entre as calças de alfaiataria e/ou camisas de manga comprida. O mais legal desse tipo de peça, no caso a jaqueta jeans, é o fato dela ser completamente fácil e sem mistérios. Assim, misture e use – seja a peça que você já guarda há anos ou um novo investimento que chega para ficar no seu e em todo guarda-roupa. Basta acertar na compra.

Percebeu que no último look entrou uma jaqueta parece ser de brim ou algo do tipo? Ooops… Ando a rainha das confusões nas montagens corridas. Abstrai e finge que é black jeans. =p
  • %
05 abril 2011
Outros combos com jeans

Uniforme básico, visto nas ruas repetidamente dia após dia, o jeans com blusa/camiseta (qualquer coisa) é paixão nacional. O combo, no entanto, custa para ficar de fato legal e interessante – começando pelo caimento do jeans que quase sempre está mais justo do que o adequado, com a barra mais longa do que o indicado ou mesmo com um corte totalmente errado. Complicado. Mas, se o jeans funciona bem e é amado, legal é valorizar a peça com complementos minimamente dignos e legais. Entra, ai, a possibilidade do combinado jeans +  camisa + cinto que fecha com facilidade qualquer produção. A mistura tem dose equilibrada de casual e formal, despojado com pegada social… lindo como podemos verificar no look de Mara Kathryn.

  • %