Conversinha Fashion » ChatadeGalocha
09 maio 2012
Hora das botas

Para o inverno, looks com botas e pés quentinhos

Temperaturas em queda, botas para fora do guarda-roupa. Todo ano é a mesma história e, de forma geral, as botas de ontem podem ser as botas de hoje e amanha. O importante é conhecer seu armário e saber qual tipo de calçado irá combinar com sua rotina e com suas necessidades, entre as tantas opções hoje disponíveis no mercado.

Elas podem ser curtas, longas, afofadas ou lisas. Podem ter salto, ou não; fivelas, apliques ou estampas também aparecem como opção. Seja como for, cada elemento faz parte do resultado que a bota irá gerar na sua silhueta e no seu look. Mais do que isso, é fácil saber, ao namorar imagens e referências mil que brotam pela internet e pelas revistas, que o uso limitado da bota para fora da calça afunilada já ficou para trás. Há um amplo universo visual pronto para ser explorado.

Como sempre foi dito, as botas, curtas ou longas, são perfeitas para serem usadas com comprimentos encurtados, quando a meia calça, ou mesmo uma calça super justinha, entra como forma de aquecer o corpo. A jogada é ótima para imprimir feminilidade/sensualidade no look e, algumas vezes, equilibrar proporções. Com a ideia disfarçamos culote e, além disso, alongamos as pernocas.

Mas se o desejo é apostar nas calças, vale brincar com as botas de cano curto e usar a calça por fora. Outra opção é mergulhar no universo das bermudas, que oferece também uma junção interessante. Mas, para quem ainda acha que o mix calça afunilada e bota é o que importa, todo cuidado é pouco para que a calça não fique com aquelas estranhas dobras perto da barra da bota. Para tal, pernas finas e longas, e uma calça super colada, é a solução. Se este não é o caso, vale brincar com casacos longos, que cobrem o quadril, ou mesmo cardigans e blusas que geram esse efeito de esconder ou disfarçar essa linha mais larguinha do quadril.

No mais, já passou da hora de sair um pouco dos modelos batidos de bota, como as de montaria – que são sim úteis. Acontece que por vezes um coturno ou algo do tipo é o que você precisa, ou pode ser um abotinado curtinho, com salto. Qual o uso esperado para a bota? Dia-a-dia? Vida noturna?! Uma viagem?! Vale levar esse ponto em consideração.

26 dezembro 2011
Aposte na camiseta: como e quando

Não se engane pensando que a camiseta é peça para mulheres desleixadas

Um tipo de look fácil, simples, é o look com camiseta. A peça é super confortável e prática. O toque despojado pode ser facilmente quebrado com elementos de tom diferente, possibilitando uma ampla gama de estilos e referências.

Nada mal apostar na peça da maneira mais óbvia, que é no mix entre camiseta e jeans. Essa junção, já clássica e inconfundível, combina demais com o dia-a-dia; com um salto um pouco mais alto e marcante pode ser levada para a noite, aproximando universos que um dia já foram distintos.

Aliás, já foi o tempo em que a modelagem era trabalhada apenas na malha ou algodão. Já é possível encontrar camisetas em tecidos variados que aliam o conforto do corte ao requinte da seda, por exemplo – sem citar o brilho do lurex e do paête ou a leveza do linho.

Lisas, as camisetas são um pouco mais versáteis e substituem desde regatas de seda, ou malha, à camisas um pouco mais requintadas. Claro que a mensagem nunca será a mesma, mas a t-shirt pode muito bem ocupar um determinado lugar com diferente função.

No ambiente formal, elas não são tão indicadas. No entanto, podem ser inseridas em todos os outros universos. O que faz a peça combinar ou não com a ocasião é a forma na qual ela será combinada. E, no geral, isso vale para quase toda e qualquer possibilidade do guarda-roupa.

Estampadas, com mensagens, as camisetas podem um pouco mais de cuidado. Vale cuidar para que o visual não fique infantilizado ou jovial ao extremo, quase que caindo na casa do erro. Combine elementos como blazer, saltos, bolsas estruturadas ou calças de alfaiataria para recuperar o tom “arrumadinho” que se perde em meio a ideia da mensagem visualmente ilustrada. Vale lembrar que essa mensagem deve combinar com suas crenças e vontades.

Com saia, a camiseta ganha outra vida. De essência masculina, ela brinca com um mundo mais delicado ou sensual. O mesmo acontece com o short curto – do midi ao mini – que também é boa pedida na valorização da feminilidade/sensualidade.

No geral, o que faz com que a camiseta funcione é não deixar a facilidade da peça contaminar todo o look. Um visual preguiçoso, sem graça, é aquele seco ao extremo. Basta investir nas outras peças, ou nos complementos, para garantir um look inteligente e, acima de tudo, satisfatório.