Conversinha Fashion » Camiseteria
26 dezembro 2011
Aposte na camiseta: como e quando

Não se engane pensando que a camiseta é peça para mulheres desleixadas

Um tipo de look fácil, simples, é o look com camiseta. A peça é super confortável e prática. O toque despojado pode ser facilmente quebrado com elementos de tom diferente, possibilitando uma ampla gama de estilos e referências.

Nada mal apostar na peça da maneira mais óbvia, que é no mix entre camiseta e jeans. Essa junção, já clássica e inconfundível, combina demais com o dia-a-dia; com um salto um pouco mais alto e marcante pode ser levada para a noite, aproximando universos que um dia já foram distintos.

Aliás, já foi o tempo em que a modelagem era trabalhada apenas na malha ou algodão. Já é possível encontrar camisetas em tecidos variados que aliam o conforto do corte ao requinte da seda, por exemplo – sem citar o brilho do lurex e do paête ou a leveza do linho.

Lisas, as camisetas são um pouco mais versáteis e substituem desde regatas de seda, ou malha, à camisas um pouco mais requintadas. Claro que a mensagem nunca será a mesma, mas a t-shirt pode muito bem ocupar um determinado lugar com diferente função.

No ambiente formal, elas não são tão indicadas. No entanto, podem ser inseridas em todos os outros universos. O que faz a peça combinar ou não com a ocasião é a forma na qual ela será combinada. E, no geral, isso vale para quase toda e qualquer possibilidade do guarda-roupa.

Estampadas, com mensagens, as camisetas podem um pouco mais de cuidado. Vale cuidar para que o visual não fique infantilizado ou jovial ao extremo, quase que caindo na casa do erro. Combine elementos como blazer, saltos, bolsas estruturadas ou calças de alfaiataria para recuperar o tom “arrumadinho” que se perde em meio a ideia da mensagem visualmente ilustrada. Vale lembrar que essa mensagem deve combinar com suas crenças e vontades.

Com saia, a camiseta ganha outra vida. De essência masculina, ela brinca com um mundo mais delicado ou sensual. O mesmo acontece com o short curto – do midi ao mini – que também é boa pedida na valorização da feminilidade/sensualidade.

No geral, o que faz com que a camiseta funcione é não deixar a facilidade da peça contaminar todo o look. Um visual preguiçoso, sem graça, é aquele seco ao extremo. Basta investir nas outras peças, ou nos complementos, para garantir um look inteligente e, acima de tudo, satisfatório.