Conversinha Fashion » body
04 fevereiro 2014
Chuva de imagens

O body ganhou força e já pode ser considerado a peça da estação: vale a pena ter e usar?!

body_4

Usado longe dos looks praianos e fora da piscina, o maiô já é velho companheiro de shorts jeans e saias delicadas. Com efeito supersexy e revelador, consegue salientar a boa forma e pode ser base para looks frescos e femininos. No entanto, em combinações trabalhadas e com complementos requintados o body não convence. E ai: vale a pena investir na peça que, provavelmente, terá curto prazo de duração no seu guarda-roupa?!

body_1

Com mangas longas e costas 100% reveladas, o body gera um resultado muito legal. Acontece que como o ponto “revelado” é inusitado, e passa longe do decote padrão, acaba sendo sensual sem ser vulgar. Para tal, claro, é importante lembrar que a peça complemento – que pode ser uma saia, um short ou até mesmo uma calça – não precisa, e nem deve, ser justíssima para gerar um resultado bacana. Na verdade, como o body ou o maiô já são feitos de tecidos colantes, eles pedem como par uma peça mais soltinha. Truque perfeito, também, para não marcar dobrinhas ou a barriguinha.

body_2

Outro truque legal é escolher estrategicamente a estampa. Algumas combinações de formas e cores conseguem desenhar as curvas da silhueta, marcar a cintura, ressaltar os seios. O mesmo com os babados nas costas, franzidos no decote e dobras na modelagem… tudo isso gera um efeito que pode trazer bons resultados. E é em tal ponto que mora a diferenciação de um body legal para um body qualquer. O modelo muito seco, básico, acaba tendo uma aparência muito “piscina”. Os modelos mais inusitados, com algo de diferente, por sua vez, são mais moderninhos e, dessa forma, mais interessantes.

body_3

Com um decote profundo, o body acaba revelando um pouco mais do corpo e atiça a curiosidade –  o que é legal. Truque ideal para looks de noite do tipo festas na piscina ou outros momentos de descontração que tenham um cenário mais descontraído. Para complementar, vale segurar a mão nos acessórios e deixar a silhueta (por si só) chamar atenção. Talvez, a receita seja não pensar nos bodies como peças a a serem usadas em superproduções. Querendo ou não, o resultado terá sempre uma pegada verão. E, sim! A tendência pode ser perfeitamente aproveitada no inverno. Com a modelagem ajustada, a peça é base perfeita para sobreposições. Vale arriscar.

  • %