Conversinha Fashion » Questão de Beleza
28 janeiro 2016
As Barbies mais incríveis de toda a história

Barbies altas, magras e loiras. O padrão ficou para trás. A mudança de fato aconteceu com o lançamento da nova linha de bonecas de uma das marcas mais consagradas do mercado infantil, com quase seis décadas de história. Agora, a Barbie chega em três variações de corpo: curvy, petite and tall (algo como curvilínea, mignon e alta). As silhuetas são acompanhadas por estilos variados e, por vezes, ousados, com direito a cabelos em duas cores e penteados diversos – do tradicional loiro com ondas ao moreno liso, passando por curtos, cacheados ou crespos.

barbie

Já há muito tempo falava-se sobre a necessidade de uma transformação na gama das bonecas em questão. A inserção de outras formas, tipos e cores seria capaz de gerar mais representatividade. Sim, claro! Uma maneira das novas gerações se enxergarem lindas e completas em suas características.

barbie4

Talvez seja o fim de um ciclo que limita a beleza suprema a um determinado tipo de padrão para o começo de outro, no qual todo mundo pode e deve se sentir linda e incrível com suas características físicas – sejam elas quais forem – e desejos de expressão por meio do estilo pessoal.

barbie1

Alta, baixa, quadril largo, ou fino; cabelos crespos, ondulados, ou lisos. Há tantas formas de beleza! E na forma de se mostrar… também!

É claro que essa não é a primeira vez que uma boneca ganha medidas mais próximas a realidade das mulheres. Mas, é um marco, por ser com a Barbie. E aos que dizem que é o fim do reinado da Barbie perfeita, uma correção: este é o começo do reinado de Barbies, agora sim, perfeitas.

  • %
02 agosto 2013
Por cabelos crespos e cacheados

curly_1

Esta é uma homenagem a quem não tem medo de seus cachos e aos que assumem um penteado afro, longe de qualquer tendência. Uma chuva de imagens que mostra a beleza muito além do cabelo liso e que serve como inspiração para os que não conseguem se libertar do combo escova e chapa.

curly_4

Lado a lado à ditadura da magreza está a ditadura dos cabelos lisos ou das madeixas perfeitamente onduladas. O padrão estético, indicado como “ideal”, passa longe da realidade de grande parte das mulheres que se esforçam para transformar os cabelos se entregando a tratamentos arriscados ou mesmo passando horas a fio no salão.

curly_2

Além do investimento financeiro, há o investimento emocional para conquistar tal tipo de penteado. A ditadura do liso chega a mudar a rotina de mulheres que preferem não sair de casa a ter um dia de cabelos naturais. Difícil de aceitar…

curly_3

Vale refletir se tal sofrimento é mesmo válido e entender que é questão de personalidade e confiança abraçar suas raízes. Além disso, nas ondas dos cachos e no volume dos cabelos crespos há drama, sensualidade e um visual extremamente marcante que surpreende e deixa sua mensagem. Por um mundo de mulheres seguras e felizes com o que são – em todos os sentidos.

  • %
18 janeiro 2013
O mercado da beleza

Ditam um padrão de beleza (e vida) inatingível para que gastemos cada vez mais… e mais

ugly

O mercado insiste em vender um tipo de beleza difícil, para não dizer impossível, de conquistar. Existem tendências para os cabelos, o corpo, o físico, que mudam de tempo em tempo. Aparentemente a regra é tentar impor um tipo de referência complicada de conquistar para que tenhamos que gastar cada vez mais para chegar ao menos perto de tal ideal. E, no geral, sofremos ou nos sentimos mal pelas dificuldades do caminho.

Fantasiando o ideal de saudável e possível, as marcas aprenderam a brincar com os consumidores e jogam de maneira arriscada, mas eficiente, ao insistir com a ideia de que aquele tipo de beleza é fácil de atingir – basta comprar um produto, ingerir uma capsula, passar por uma interferência estética ou mudar todos os seus hábitos. Mas, se fosse de fato real, não precisaria de tanta dedicação (e investimentos) e também não carregaria correções com programas de edição nas belas modelos escolhidas a dedo para ilustrar campanhas e ações de marketing.

Tudo bem, a publicidade não gosta de pessoas feias. Há de se entender. Mas, ao menos para nós (pessoas reais) deve haver um limite entre o possível e o impossível.

Assim, antes de se chatear por não conseguir seguir a dieta maluca da moda, ou por não poder comprar todas as tendências, vale entender que muitas das “dicas” e modismos nada mais são que imposições de consumo, para que gastemos cada vez mais. Fazem com que a gente se sinta feia e menor do que realmente somos para que possam despertar em nós o desejo urgente de gastar cada vez mais, e mais, e mais. E é um caminho sem fim, de insatisfação constante e profunda após a efusiva alegria de uma nova aquisição; ou da tristeza que surge ao ver desaparecer a esperança de beleza eterna ao se privar de tudo o que você gosta e sofrer com tratamentos desagradáveis para agradar ao mercado. Já pensou?!

 

 

  • %
08 novembro 2012
Bem na foto

Mais importante do que beleza é ter expressão e saber encarar bem a lente


Algumas pessoas tem um super talento para sair bem na foto e qualquer “risco de flash” é razão para um olhar marcante. A verdade é que para sair bem na foto não é preciso, necessariamente, ser bonita. Mais importante é conhecer seu melhor ângulo e, tão importante quanto, mostrar expressão – vida. Tyra Banks, a top modelo e apresentadora do programa The America’s Next Top Model, sabe como ninguém como trabalhar com a expressão e ela, que diz ter mais de 270 sorrisos, já mostrou em vários episódios do programa a diferença brutal que há entre um olhar marcante e um mais apagadinho, desses que ninguém repara.

Na imagem do The New York Times, os sorrisos de Tyra Banks

Melhorar requer treinamento e alguns importante minutos em frente ao espelho. É o truque de experimentar maneiras diferentes de levantar o queixo ou mesmo analisar qual lado do seu rosto, direito ou esquerdo, é o mais bacana. São poucas, ou quase raras, as pessoas com rosto plenamente perfeito que saem sempre maravilhosas quando encarando de frente uma lente. Claro que não devemos ficar escravizados por uma boa foto, mas há um certo padrão automático que acaba se repetindo com o tempo depois que encontramos uma forma legal, e confortável, de posar. São poucas as coisas mais gostosas do que abrir as fotos após uma festa, ou viagem, e perceber que elas ficaram legais.

Além do teste do espelho, vale brincar com uma câmera – nem que seja a do computador. Deixe a vergonha de lado. Outra coisa importante é buscar manter os ombros abertos, barriga pra dentro e bumbum pra fora. O truque da postura, que deve ser trabalhado no dia-a-dia, também merece cuidado porque ninguém quer ser eternizado em uma foto com aparência largada ou pose de sofrimento. Além disso, é importante trabalhar ao extremo o olhar. É uma coisa mínima, discreta, mas importante. Abrir os olhos e deixar algum rastro de sentimento nos lábios ou bochecha é o que importa. Não é preciso sorrir e mostrar todos os dentes, o olhar é que manda. E este pode ser trabalhado no dia-a-dia, a partir do momento que você consegue dizer algo sem precisar de palavras. Já treinou hoje?! =)

  • %
24 setembro 2012
Só pra constar: maquiagem

Celebridades inspiram e mostram no Emmy como reunir elegância e feminilidade

Muitas das mulheres que marcaram presença no Emmy 2012 (a super premiação para programas televisivos) deram aula de elegância, com inúmeras inspirações para maquiagem e beleza – como um todo.

Se copiar o vestido não é tão simples, afinal uma reprodução é um passo para o desastre, a maquiagem e o cabelo podem sim ser levadas para o caderninho de ideias e utilizadas na primeira oportunidade.

Ficou mais do que claro: simplicidade quase sempre é sinônimo de sucesso! Os exageros na pele poluem e envelhecem e devem ser substituídos mais do que urgentemente por ideias claras e tons que favoreçam e conversem com o visual. Os olhos podem ser marcados, claro, mas sempre respeitando o formado dos mesmos; lábios coloridos, mas com tons bem aplicados; pele perfeita, com suave toque de blush.

Nada mal, ainda, combinar o tom do vestido com o tom da maquiagem. Calma, a ideia não é fazer um visual monocromático. Jamais! O que vale é gerar uma harmonia entre as ideias, para que corpo e rosto fiquem em sintonia.

A vida pode não ter tanto glamour quanto uma premiação, mas vez ou outra jantares elaborados, casamentos ou festas especiais nos dão uma chance para surpreender e ter um momento de diva.

  • %