Conversinha Fashion » Arquivos » Seguindo a intuição
25 abril 2016
Seguindo a intuição

Sempre acreditei que há um processo necessário para cada conquista e que não há sentido em esperar que as realizações apareçam do nada, de maneira simples. Esforçar-se é importante para alcançar o que se quer e, seja como for, nem sempre o caminho é fácil. Algumas vezes é preciso trabalhar duro e abrir mão de várias outras coisas para que algo seja seu – o triunfo final. A mágica não está em se prender ao resultado, mas em trabalhar no processo, ver o que pode ser feito para que o resultado final seja alcançado. É a lei da da ação e reação, aquilo que surge com um método, com o caminho, com o que vem com o tempo, com o que não é encarcerado por sentimentos ou sensações pessimistas. Entre os sim, nãos, talvez e senões da vida, existem dúvidas e, nelas, outras possibilidades, quem sabe.

flower

Uma vez, alguém me disse que nada era tão simples como parecia. Duvidei. Talvez tudo sejam bem mais simples do que imaginamos. O que acontece é que complicamos a história porque não nos deixam livres para seguir a nossa intuição e estamos sempre sofrendo pelas perturbações externas – bombardeados pelo que aparece na revista bacana, no blog da moda, na novela a vez. E os nossos sonhos verdadeiros acabam ficando demodê, se perdendo entre as tendências da temporada.

É isso que pode acabar sabotando toda uma vida, destruindo sonhos e planos de um futuro. Se reagimos na hora certa – e toda hora é certa – conseguimos modificar o processo e alterar o resultado, fazendo com que haja uma nova forma de agir e viver. Uma forma talvez bem mais plena. Mesmo que isso signifique não ter o emprego da vez, por exemplo.

Até mesmo porque a questão não é o que você gosta de fazer – é o que faz com que você goste mais de ser você, da pessoa que você é ou está se tornando! Aquele papel que você desempenha que te faz sentir viva, plena. Mesmo que o seu dia ou o seu trabalho não sejam o trabalho dos sonhos – ainda – e não seja o lugar que te valoriza ao máximo… do jeito que você sabe que você merece. Mas, ainda assim, é bom acordar e se animar por fazer o que se ama, por ter um mundinho seu que diz sobre o que você gosta e quer fazer.

Então, traçado o plano, feita a ação, é seguir para os próximos passos. Se parte do processo se concretizou, ou ainda está em construção, chega a hora de seguir adiante. Aos poucos. Sem cessar. Cada dia de uma vez.

Texto publicado originalmente em 1º de outubro de 2014.

  • %
Deixe um comentário em "Seguindo a intuição"

Comentário Fechados.