Conversinha Fashion » Arquivos » Be strong and shine
03 janeiro 2014
Be strong and shine

Como mulher, devemos nos libertar por completo dos rótulos que nos cercam

strongshine

Uma campanha mundial para discutir e combater a discriminação da mulher lançada pela Pantene, em um vídeo de 60 segundos que já superou a marca de 22 milhões de views, aponta como as mulheres são julgadas pelas suas atitudes, hábitos e costumes, essencialmente quando comparadas aos homens. A marca da P&G toca em um assunto que é de grande importância para o gênero, que luta por direitos iguais em uma sociedade que ainda é muito machista. A ideia é que a mulher não precisa aceitar os estereótipos que lhe são impostos e deve seguir confiante, sem se deixar afetar por rótulos – “Don’t let labels hold you back”. Por fim, a frase “Be strong and shine”, seja forte e confiante, dá o tom da iniciativa.

A campanha nos faz pensar em outras questões. Até que ponto o julgamento quanto as atitudes de nós mulheres precisa ser mudado apenas na mente dos homens?! Fica cada vez mais claro que trata-se de uma questão muito mais complexa. Há uma barreira colocada por parte das próprias mulheres que se enxergam com reprovação ou tem o hábito de julgar pejorativamente as outras mulheres. Tais padrões sociais, de associar uma mulher vaidosa à uma mulher fútil, ou uma mulher esforçada à uma mulher exagerada, são alguns dos exemplos, comumente apontados entre rodas de amigas ou conhecidas. Vale pensar, refletir e contribuir para a mudança. Vale se libertar dos rótulos, de julgar e ser julgado, além de, claro, seguir confiante e forte.

Deixe um comentário em "Be strong and shine"
  1. Oi, Amanda! Adorei o post! Penso muito sobre estas questões da mulher contemporânea. Concordo quando vc diz que as próprias mulheres ajudam a reafirmar comportamentos e valores ultrapassados. Muitas vezes é de uma amiga ou conhecida (da mesma geração) que vem um comentário preconceituoso sobre comportamento, estilo de vida, família, etc. Digo da mesma geração, pois sabemos o quanto é difícil mudar o pensamento de pessoas que nasceram em outras épocas e que não compreendem tão bem as mudanças. Acho que nunca tivemos tanta liberdade de fazer escolhas, de optar por caminhos diferentes de nossas antepassadas. A mulher precisa aproveitar mais essa liberdade, sair do casulo e brilhar sem medo. http://www.carinapedro.com

  2. Amanda Medeiros
    05/01/2014

    Concordo, Carina.
    Temos a possibilidade de fazer tudo diferente e melhor. =)