Conversinha Fashion » 2013 » dezembro
28 dezembro 2013
Chuva de imagens

Com pegada étnica, a wayuu bag é o acessório da vez e tem a cara do verão

wayoo_9

Uma tendência que é a cara do verão é a wayuu bag. Trata-se de uma bolsa, modelo saco, feita tradicionalmente a mão pelas mulheres jovens da tribu Wayúu (localizada ao norte da Colômbia), que aparece em diversas cores, com vários desenhos e detalhes variados. A peça tem uma pegada super étnica e combina demais com a estação mais quente do ano, sendo perfeita para complementar looks praianos ou mesmo o visual despojado da estação.

wayoo_1

A wayuu bag tradicional já ganhou versões diversas, feitas pelas redes de fast fashion e também por marcas de acessórios. Vale combinar com acessórios igualmente descontraídos, como calçados baixos – sapatilhas, rasteirinhas e mocassim – ou apostar nas anabelas para garantir o prolongamento da silhueta, sem perder no conforto.

wayoo_2

Calças ou shorts jeans complementam muito bem o visual, e ganham pontos com camisetas, regatas levinhas usadas com lingeries interessantes ou mesmo camisas amarradinhas, usadas com sobreposição. Outra boa ideia é está na aposta nas blusinhas de renda ou tricô levinho para adicionar um toque extra de boho ao visual.

wayoo_3

Outra boa ideia é deixar o visual ultrafeminino combinando a wayuu bag com vestidinhos leves, de tons claros e delicados. Como a bolsa tende a ser sempre colorida e chamativa, vale investir em peças mais secas e lisas para a roupa, em si, não brigar muito com o acessório de maior destaque. Que tal?!

  • %
26 dezembro 2013
5 maneiras de se preparar para uma viagem

O tempo de preparo e organização que antecede uma viagem é de extrema importância para que tudo corra bem durante a merecida folga longe da rotina

travel

1. Pesquise sobre o destino. É preciso conhecer previamente, ao menos um pouco, o lugar para o qual você irá viajar. Não tenha preguiça na hora de pesquisar sobre pontos turísticos, restaurantes, informações sobre meios de transporte, costumes, hábitos e tudo mais. Vá além dos textos tradicionais das agências de viagens e se divirta com os depoimentos e experiências de blogs pessoais e com os especialistas em tal segmentos.

2. Estabeleça prioridades. Cada viagem tem uma motivação, que deve estar bem clara na hora da reserva do hotel e da escolha da programação. Ao escolher um pacote de viagem, uma excursão ou mesmo fechar a hospedagem, analise os prós e contras da locação e do cronograma, pensando naquilo que é o que lhe move para a viagem. Pode ser romance, compras, diversão, descanso, não importa. Lembre-se de que a localização é importantíssimo.

3. Organize-se. Aposte nos gadgets para guardar mapas e/ou aplicativos de viagens que podem ser superúteis. Além dos aplicativos das companhias aéreas – que podem ajudar bastante durante o processo criativo do translado em si – existem apps como o do TripAdvisor (City Guides – gratuito) que funcionam offline e contam com listas ótimas de hotéis, restaurantes, atrações, itinerários e mapas ótimos.

4. Não deixe a mala para a última hora. Prepare a mala de viagem com alguns dias de antecedência para evitar correria e desespero, afinal, incidentes acontecem. Esteja sempre de olho na previsão do tempo e avalie quais serão os seus compromissos para não ter problemas com as roupas e acessórios escolhidos. Foque nos looks coordenáveis e lembre-se da frase de Susan Heller: “When preparing to travel, lay out all your clothes and all your money.  Then take half the clothes and twice the money”. Algo como: quando estiver se preparando para viajar, separe suas roupas e seu dinheiro; depois, leve metade das roupas e o dobro do dinheiro.

5. Não cometa erros de principiante. O essencial em uma viagem é: não se esquecer das coisas básicas. Para quem vai cair na estradar, fazer a revisão do carro é essencial. Aos que vão pelos ares, ficar de olho nos documentos e nos possíveis vistos, vacinas e etc é importantíssimo. Além disso, nada de esquecer o passaporte em cima da mesa da sala ou dentro da gaveta. Outra dica importante é não deixar para a última hora a troca do dinheiro ou mesmo a aquisição de um cartão de viagem pré-pago. Coloque na bolsa, ou na mochila, os comprovantes e vouchers da reserva do hotel e dos voos, que também podem – e devem – ir parar no email e no bloco de notas do celular. Dizem que pessoas prevenidas valem por duas, certo?!

  • %
19 dezembro 2013
Um tropeço, um recomeço

No meu peito levo uma mola e no meu bolso uma lanterna que me fazem louca o suficiente para não desistir de ser, e fazer, cada vez, melhor

strong

No fundo do meu poço tem mola. E ao lado da mola, há uma lanterna, que me faz enxergar tudo mais claramente – a cada queda. Que serve para mostrar o real significado do que estava oculto  pela sombra da felicidade, que tudo de ruim esconde; e serve, também, para mostrar novos caminhos, que são muito mais promissores que o atual – afinal, tudo pode piorar, claro, mas também pode melhorar (e muito).

Os sustos servem para nos sacudir. Servem para nos lembrar que nós nunca devemos nos acomodar com o que não é bom para nós, ou com o que não é tão bom como nós somos. Não se trata de ter a automestima extremamente elevada (e se temos, e daí?!). Trata-se de não se contentar com pouco, não se contentar com o que está mais ou menos, com o que dá pra gasto, com o que é o tal “feijão com o arroz”. São esses momentos de fúria pelo não reconhecimento, pela injustiça de uma decisão totalmente errada, pela eminência de um desastre – ou não – que fazem brilhar várias outras setinhas mentais te indicando caminhos a serem seguidos, se assim você quiser. O fim de um ciclo não é jamais o fim de uma vida, é apenas um novo começo, sendo, assim, um recomeço. Cada salto pode ser um pulo cheio de animação e essa mola que existe lá no fundo do poço deve ser levada dentro do peito, com muita emoção, que se transforma em garra para não desistir, jamais, do que queremos. Se há potencial, se há vontade, há um caminho muito melhor pela frente. Não seja você o louco de duvidar.

  • %
17 dezembro 2013
A cor de 2014

Radiant Orchid, que caminha entre o roxo e o rosa, será a cor para o próximo ano

Orchid_1

A Pantone já deu nome a cor de 2014, que caminha entre o fucsia, roxo e rosa – o Radiant Orchid, algo como uma orquídea radiante. De acordo com Leatrice Eiseman, diretora executiva do Pantone Color Institute: “enquanto a cor do ano de 2013, Emerald, serviu como um símbolo de crescimento, renovação e prosperidade, o Radiant Orchid chega do outro lado das cores para intrigar os olhos e despertar a imaginação”.

Orchid_2

O release segue afirmando que a cor inspira confiança e emana amor e saúde. Sem dúvida, o tom pode ser explorado de maneiras diversas e permite combinações incríveis com cores contrastantes, caindo, também, superbem com tons neutros e clássicos como o branco e o preto; mas, ainda assim, respira um ar de criatividade com o verde e o amarelo mais clarinho. É possível pensar, por fim, na construção de looks inusitados com o Radiant Orchid utilizado no tom sobre tom com roxo + rosa, ou mesmo com tons de roxo azulado.

Orchid_3

É uma cor que permite uma ampla gama de possibilidades e é um convite a criatividade. Resta aguardar o que vem por ai.

  • %
16 dezembro 2013
Chuva de Imagens

O verão chega com sabor de salada de frutas, que aparece com força total em estampas superalegres

fruit_0

A estação mais quente do ano combina com cores alegres e formas divertidas. Nada mal, então, investir em peças decoradas com divertidas estampas de frutas. Elas são uma ótima alternativa para deixar o visual alegre e, no mínimo, diferente do basicão.

fruit_1

Entre frutas diversas, o legal é pensar no tom criativo do padrão, que cai superbem para o ambiente informal e pode ser incorporado ao look completo ou ser aplicado combinado à peças lisas, amenizando o efeito exagerado que limões, bananas, abacaxis e etc podem gerar. A combinação com jeans também é boa pedida.

fruit_2

Não há uma fórmula específica, mas a estampa tem sido encontrada muitas vezes em saias, vestidos e camisas, o que permite complementar o look com sandálias femininas ou fechar o visual com poucos e pequenos acessórios, para não deixar o look carregado.

fruit_3

Para os padrões agigantados, é legal lembrar que eles ampliam um pouco – visualmente falando – a silhueta, e com isso pedem certo cuidado. Nada que um jogo de coloca aqui / tira ali não resolva.

fruit_4

Vale se inspirar com as imagens e entrar nessa onda de salada de frutas. Afinal, a estampa é uma ótima alternativa para quem quer se divertir e já se cansou do floral. É possível, também, fazer um mix de padrões e combinar, por exempls, as frutas com peças estampadas em formas geométricas ou outras linhas que conversem pela cor, tamanho ou pelos traços. O céu é o limite.

  • %