Conversinha Fashion » 2013 » novembro
04 novembro 2013
Ser feliz é simples

Talvez, sua felicidade esteja logo ali, além daquilo que lhe contaram que era normal e adequado

anormal

Cada um sabe bem o que lhe faz feliz. Se não sabe, deveria urgentemente tentar descobrir. Não há fórmula para felicidade, da mesma maneira que não existem regras ou padrões para tal. Ela não está ligada à questão financeira, ao estado civil ou número do manequim. Ela acontece de dentro para fora e, incrível como é, está ligada a capacidade de ser feliz apesar dos tropeços ou dificuldades da vida. Está, ainda, atrelada a capacidade de cada um de se escutar e ir além do que é considerado normal – sem medo de ser, fazer ou viver diferentemente do que manda o figurino, ou daquilo que você cresceu escutando ser o certo e o adequado.

Felicidade é ser quem você é, como você acha melhor ser, da maneira que lhe convêm. É ser livre para fazer o que acha que irá lhe trazer prazer. É insistir naquilo que para alguns pode parecer coisa de maluco, ou que, para outros, é errado. Para mim, é  gargalhar ou suspirar com o impensado – e fazer o que acho que tem que ser feito, mesmo que considerem anormal, estranho, esquisito.

Ser feliz, para mim, é não perder aquela mania de brincar quando quer brincar, sem medo de parecer ridículo; comer a sobremesa antes do prato principal, cantar no carro, caminhar na chuva, parar para observar algo em meio a confusão de um lugar público, sem medo do que “os outros” vão pensar. É ter uma opinião, mesmo que ela não seja a opinião da grande maioria, é ser otimista, saber admirar um belo pôr do sol e se emocionar com a cena do filme. Em meio a tudo isso, se permitir chorar, chorar tanto de borrar a maquiagem. É abraçar as pessoas que ama, mesmo que isso signifique ser julgada; é não ter vários bens materiais, mas se considerar riquíssima… é deixar de comprar a tendência da vez para fazer algo que tem vontade e escolher o próximo destino da viagem não para copiar os amigos, mas sim pelo que lhe incita curiosidade. É ser fiel às suas origens, ao seu sexto sentido, ao que você sente ser o certo. Se ser feliz é tão simples, porque complicamos tanto?! A felicidade é para qualquer um, cabe em todo orçamento e deve ser um objetivo de vida. Basta escutar o que você, em sua essência, precisa para ser feliz… e não o que dizem por ai.

  • %