Conversinha Fashion » Arquivos » Até onde vai sua consciência
20 fevereiro 2013
Até onde vai sua consciência

Escolhas pontuais que indicam novos caminhos entre portas que se abrem e fecham

rightwrong

Não há regra que diz o que é certo ou errado, adequado ou inadequado. Para cada um, existe uma junção de detalhes, elementos, histórias passadas que constroem as regras da vida, o que deve ser feito em cada situação.

Não há como querer nivelar as atitudes de pessoas distintas em um mundo cada vez mais diferente, onde família, amigos, amores e contatos se misturam e o tempo é cada vez mais escasso. Trabalhar com prioridades é fazer escolhas, por vezes duras, que impossibilitam a sensação plena de dever cumprido. É cada vez mais impossível realizar tudo o que temos vontade.

Parece que, insistentemente, somos obrigados a aceitar que a vida é feita de portas que se abrem para que outras que se fechem, e estas nem sempre são as certas. É preciso aceitar e entender que entre o “sim” e o “não” há a opção por trajetórias opostas que, teoricamente, levam à paz de espírito. E se não é possível fazer tudo o que deveria ser feito, da forma que deve ser feito, sobra a esperança de traçar (e seguir) uma meta, revelando uma forma de tentar resolver o que tem que ser solucionado naquele momento. Entre abrir mão de algo, fazer tudo pelas metades ou se crucificar permanentemente pela incapacidade de ser 100% eficiente, há um drama eterno na vida, que acaba sendo solucionado, e vivido, como uma escolha temporária. São estas que fazem nosso caminho e se estamos agindo de coração aberto e com vontade de fazer o bem – e acertar – estamos naturalmente nos aproximando de um final bom. Se não acreditarmos nisso estaremos fadados a eterna decepção.

Deixe um comentário em "Até onde vai sua consciência"
  1. Bruna
    22/02/2013

    Adoreii!! <3