Conversinha Fashion » Arquivos » Não se mate de raiva
23 janeiro 2013
Não se mate de raiva

 

Livrar-se da raiva é tirar das costas o peso de uma culpa que não é suabuddha

Não é raro passar por momentos de raiva e decepção, que alimentam ódio e desejo de vingança. Remoer o que passou é se manter preso aos fatos que não foram positivos e quanto mais nos prendemos a tal tempo, mais sofremos e prolongamos a dor. Postergar a paz de espírito não é, e nem nunca será, uma atitude esperta. Relaxar, passar por cima, deixar que a vida se encarregue da tal vingança é a melhor opção para os que buscam dias leves, felizes. A gente se prende no que nos faz sofrer pela esperança de que o outro veja seus erros e venha pedir se desculpar – ou assumir sua parte no mal entendido. Mas, a verdade, é que quase sempre o outro já passou por cima da situação e respira aliviado o ar puro, leve e suave de um dia novo, com outras alegrias e novas decepções. Tal atitude pode ser copiada, principalmente quando a raiva vem de uma atitude que não foi sua. Superar é um exercício para ser exercitado diariamente. Virar a página é a melhor vingança, ao menos para quem se livra do que não foi bom.

 

  • %
Deixe um comentário em "Não se mate de raiva"

Comentário Fechados.