Conversinha Fashion » 2013 » janeiro
29 janeiro 2013
Decor: Feminices

penteadeira_5

Mulher vaidosa curte se produzir e gosta de ter ao alcance dos olhos, e das mãos, todos aqueles produtos de beleza usados diariamente – entre maquiagens e cremes hidratantes, pentes e presilhas de cabelo.

penteadeira_3

Por tal razão, o “cantinho da beleza” merece ser local de destaque no quarto ou closet. Vale uma penteadeira bonita, um balcão espaçoso ou um local adequado para dedicar alguns minutos ou um longo tempo à produção.

penteadeira_2
A verdade é que com os produtos devidamente arrumados, a maquiagem e a produção como um todo fica muito mais fácil e divertida, por isso as caixas de acrílico ou as bandejas são tão essenciais. A ordem é deixar tudo ao alcance do olhar.

penteadeira_1

Espelhos grandes são interessantes, assim como um espelho com aumento. E a iluminação é essencial para não prejudicar a produção.
penteadeira_4

Se investimos tanto em maquiagens, perfumes, acessórios e produtos de beleza, vale também investir na construçao de um ambiente charmoso para as feminices que tanto gostamos.

  • %
28 janeiro 2013
A legging de todo inverno

Garantir o conforto e corpo aquecido durante viagens é tarefa simples

leggingtrip_5

Preparar a mala de viagem para uma região fria não é, aparentemente, nada fácil, principalmente para quem tem no guarda-roupa peças que suportam apenas temperaturas moderadamente baixas. O investimento em peças pesadonas, grossas, não chega a valer a pena, afinal, de volta à vida real, são poucas as oportunidades de se vestir para temperaturas abaixo de zero.

leggingtrip_1

A compra de um casaco pesado, grosso, comprido, pode até ser interessante, mas vale apostar nas temporadas de descontos e liquidações para levar o seu para casa. O uso tende a acontecer uma ou duas vezes por ano (naquela viagem de uma semana, quinze dias), mas se for uma peça atemporal, como costumam ser, o preço vai ter compensado.

leggingtrip_2

No entanto, na porção inferior, pernocas de fora ou em calças fininhas não são uma boa opção. Assim, vale apostar nas leggings usadas como peça base para criar, por cima, looks interessantes e em sobreposição. Para quem vai enfrentar temperaturas superbaixas, as calças têrmicas são essenciais. O mais legal é que com uma calça justinha por baixo, com boa compressão, o conforto fica garantido o tempo inteiro.

leggingtrip_3

Mas, é claro que cada silhueta possui suas características. Mulheres mais magrinhas, com poucas curvas (bumbum e coxas mais discretas) podem brincar com blusinhas ou tricôts curtos; já as mulheres curvilíneas devem cuidar para não cair na sensualidade extrema, apostando em blusas ou camisas mais longuinhas. O casaco por si já é uma boa aposta para cobrir bumbum/pernões.

leggingtrip_4

Um bom truque para proteger ainda mais o corpo e quebrar as baixas temperaturas é brincar com meia-calça + legging. Porém, se entre os planos estiverem lugares fechados, vale cuidar para que o look “cebola” não vire um problema. Aí a importância de um casacão, que possa ser deixado na chapelaria, com um look mais normal (no quesito preocupação com o frio) para os ambientes com aquecedores.

  • %
24 janeiro 2013
Instinto animal

Brincando de ser sexy com a referência mais direta no plano de sensualização

shoulder

Padrões e estampas de bicho sempre deixam o visual um pouco mais agressivo. É natural que uma mulher vestida com alguma peça que tenha tal referência fique com um visual sensual, para não dizer sexy. O grau do efeito vai depender muito do contexto e dos detalhes da modelagem.

shoulder_1

No entanto, não há motivo para julgar negativamente uma peça sexy ou sensual. O efeito pode sim aparecer de maneira positiva e interessante, principalmente quando a mulher gosta de chamar atenção. Que mal há nisso?! É questão de personalidade.

shoulder_2

Assim, uma peça com estampa de onça já faz boa parte do serviço da “sensualização” do look, e não precisa ser combinada a outras peças superchamativas para alcançar o resultado avassalador. Tons neutros, na casa do marrom ou bege, já são uma ótima pedida.

shoulder_3

O efeito terroso, fatal, cai bem para quem quer ser notada. E essa cartela de cores limitada, bem fechada, ajuda a não exagerar e perder a mão. Se o visual já é sexy pelas referências, não há motivo para adicionais brilho, textura, decote ou comprimento mini e pecar pelo exagero.

 

  • %
23 janeiro 2013
Não se mate de raiva

 

Livrar-se da raiva é tirar das costas o peso de uma culpa que não é suabuddha

Não é raro passar por momentos de raiva e decepção, que alimentam ódio e desejo de vingança. Remoer o que passou é se manter preso aos fatos que não foram positivos e quanto mais nos prendemos a tal tempo, mais sofremos e prolongamos a dor. Postergar a paz de espírito não é, e nem nunca será, uma atitude esperta. Relaxar, passar por cima, deixar que a vida se encarregue da tal vingança é a melhor opção para os que buscam dias leves, felizes. A gente se prende no que nos faz sofrer pela esperança de que o outro veja seus erros e venha pedir se desculpar – ou assumir sua parte no mal entendido. Mas, a verdade, é que quase sempre o outro já passou por cima da situação e respira aliviado o ar puro, leve e suave de um dia novo, com outras alegrias e novas decepções. Tal atitude pode ser copiada, principalmente quando a raiva vem de uma atitude que não foi sua. Superar é um exercício para ser exercitado diariamente. Virar a página é a melhor vingança, ao menos para quem se livra do que não foi bom.

 

  • %
22 janeiro 2013
Ooops…!

opspeplum_1

Não chega a ser um escorregão, afinal o look não está nada mal. Mas, serve de aviso para os que estão adorando a modinha do peplum. É preciso haver uma harmonia de proporção entre o peso visual da silhueta e o peso visual do babadinho da blusa – chamado de peplum. Talvez se o volume fosse ao menos um pouco mais contido o resultado teria sido muito mais legal. No caso dela, que é magrinha, não faz tanta diferença; mas, para quem tem as pernas grossas ou barriguinha o efeito pode ser desastroso, acrescentando alguns (muitos) quilos visuais na silhueta.

opspeplum_2

Existem algumas dicas para fazer o peplum funcionar. Entre elas, a peça deve ser mais justinha na parte alta do tronco, marcando bem a cintura onde ela realmente está localizada (o que muda de corpo para corpo). Vale pensar também que um volume estruturado acrescenta menos peso visual que um volume com grandes preguinhas. Se o peplum for muito armado, é melhor que ele seja mais curtinho, para alongar as pernas. E um peplum desestruturado é a receita para quem quer brincar com a tendência sem arriscar.

  • %