Conversinha Fashion » Arquivos » Quão alto voar?
15 janeiro 2012
Quão alto voar?

Se você quer voar alto, você deve se livrar de tudo o que te puxa para baixo

As conquistas alheias, materiais, profissionais ou pessoais, não devem ser razão para desânimo ou tristeza. Elas devem ser encaradas como elementos motivacionais, como ideias e inspirações para ir além, para ousar mais e sair da zona de conforto que elimina chances brilhares de ir mais longe, de voar mais alto. Voar, crescer, aliás, é uma escolha pessoal. As vezes é preciso dizer adeus a pessoas, hábitos ou costumes negativos que nos jogam para trás, que nos tiram do crescimento; por vezes, porém, somos nós nossos próprios fantasmas e, com isso, não conseguimos nada além de raiva e decepção ao ver outras pessoas abraçando aquilo que queríamos para nós.

Ora, nunca é tarde para mudar. Se você quer voar, você deve se livrar de todas as coisas ruins que te puxam para baixo, que te sugam. É saudável e revelador mudar sua atitude, em todos os sentidos. Pensamentos otimistas e palavras como “eu vou”, “eu quero” podem sim servir como impulso, como trampolim para ter tudo o que você quer ter – e ser. Ser feliz sempre é uma escolha, assim como é uma escolha se realizar profissionalmente, encontrar um grande amor, comprar o carro dos sonhos ou fazer a viagem idealizada. Já pensou que o mundo parece ajudar quem quer ser ajudado? Vale criar suas metas, sonhar, desejar e, assim, concretizar, lembrando-se sempre de que nada é fácil, mas isso faz de cada conquista uma realização, um banho de felicidade e sorrisos ao ver ou sentir aquilo que você tanto quis! Sejamos otimistas e, com cautela, ambiciosos. Por que não?!

  • %
Deixe um comentário em "Quão alto voar?"

Comentário Fechados.