Conversinha Fashion » Arquivos » Nobody is gonna rain on my parade
15 novembro 2011
Nobody is gonna rain on my parade

Para aqueles que tentar estragar sua festa, o melhor é dar as costas e seguir no caminho da paz e felicidade.

Existem pessoas que sentem alegria ou satisfação em sabotar a felicidade alheia. Isso acontece as vezes junto ao desejo de minar o potencial de quem se veste de ideias, sonhos e oportunidades – animadas por um recomeço ou pelo desejo de ser feliz, acima de tudo. Essas pessoas fazem isso de formas variadas, mas recorrentemente utilizam-se de acusações ou críticas infundadas para ofender ou machucar. É claro que ninguém gosta, ou quer, ser alvo de acusações… mas, antes de se jogar na cama e derreter em lágrimas vale pesar, ao menos um pouco, qual o grau de realidade nessas tantas palavras duras e desnecessárias. Acontece que se as tais palavras, jogadas em um surto de inadequação, tentem a não carregar um significado válido, e por tal razão podem simplesmente ser ignoradas, desprezadas. Quando a ofensa não possui fundamento, o melhor é dar as costas com a certeza de que tal atitude de ataque nada mais é que o reflexo de um problema pessoal ou uma profunda tristeza pela não realização de sonhos ou planos. Claro que essas ideias são apenas possibilidades jogadas em meio a um mundo de motivos ou razões que constroem tais saídas, que são por vezes dignas de pena. Neste caso, a vítima maior é que acusa sem provas, ou quem usa da sua própria tristeza como alimento para tentar contaminar aqueles que estão ao seu redor. Fruto de uma fase ruim, reflexo de um tempo difícil.

Nessa hora, o silêncio entra como alternativa mais inteligente, ainda que o desejo seja de dizer umas duras verdades e palavras de desabafo. Para a pessoa que está enfrentando uma fase ruim, ainda que eterna, algumas orientações ou ideias novas podem soar como tiros que geram uma explosão ainda mais forte. Dar as costas, deixar a poeira baixar, parece ser a melhor opção. Por vezes, dizer um temporário ou eterno adeus a aqueles que não conseguem conviver com a paz alheia é o que trás a paz – tão merecida.

 

Importante levar para a vida que ninguém pode ser capaz de fazer com que você se sinta mal, e isso não são apenas palavras de músicas de motivação ou livros de auto-ajuda. Nós só ficamos mal quando permitimos que isso aconteça e não podemos, de forma alguma, guardar o que não merece espaço em nossa vida e em nossos corações. No caso de críticas, elas são úteis e sempre válidas… mas ofensas, gritos e escândalos não cabem na vida de alguém que busca a própria felicidade e não se alimenta de armas para dificultar a alegria alheia. Sofre quem busca estragar a vida dos outros, essas pessoas que deixam algo triste corroer seu interior como um câncer incurável. Dignos de pena, talvez. Fanny Brice, em Funny Girl, canta o que deveria ser hino para a vida… que ninguém, de forma alguma, será capaz de estragar sua festa. Um sopro de otimismo, um grito de liberdade. Temos as rédeas das nossas vidas e não podemos entrega-las a ninguém.

  • %
Deixe um comentário em "Nobody is gonna rain on my parade"

Comentário Fechados.