Conversinha Fashion » Arquivos » Por um guarda-roupa menos preguiçoso
19 setembro 2011
Por um guarda-roupa menos preguiçoso

Nenhuma imagem interessante e envolvente se constrói através do descaso. É essencial abandonar a preguiça e dedicar tempo ao guarda-roupa

As vezes o problema de nossa imagem, ou visual, não está na pouca disponibilidade financeira ou na silhueta pouco em forma. As vezes, quase sempre, um visual largado e descuidado se deve a uma certa preguiça. Acabamos acomodados, nos escorando em desculpa pequenas, mas de grande impacto. Postergarmos a mudança, deixamos para mais tarde a hora de encarar os fatos – e o espelho – e adiamos, também, a tal sensação de bem estar fruto de uma autoestima elevada.

É claro que, acima de tudo, sentir-se bem é mais um desejo geral do que específico para um dia ou outro. Isso deve ser pensado, ou ambicionado, para a rotina do dia-a-dia, já que momentos de insatisfação com o visual, vez ou outra, são mais que comuns. É normal e natural não se sentir 100% confiante eventualmente. Passa a ser um problema, a ser solucionado, quando estamos permanentemente tristes com o que vestimos, exatamente naqueles momentos em que o ato do vestir passa a ser razão para desgosto. Isso é inaceitável, principalmente por se tratar de uma parte do dia que devemos curtir, afinal é ótimo ter a chance de trabalhar nossa embalagem em busca de contar as histórias que queremos contar.

Cabe cuidar do visual, de encarar com paciência e atenção o nosso guarda-roupa. Saber que na comodidade está um dos maiores vilões para a insatisfação pessoal, não apenas no ramo do que é visual, mas nas demais esferas da vida. No trabalho, nos relacionamentos, a rotina suga e cega nossas fontes de criatividade. Sabe? Um guarda-roupa menos preguiçoso nasce da atitude inicial de dar o primeiro passo, de encarar o erro e planejar a mudança. Nada muda se a atitude negativa continuar a mesma, permanentemente. Não se trata, também, de acordar um dia decidida a jogar todas as roupas no lixo e começar do zero. Trata-se de buscar referências, observar figurinos no cinema, na tv; talvez colecionar recortes ou mesmo namorar o look das amigas ou de meras desconhecidas.

O guarda-roupa preguiçoso nos leva para um jogo perigoso de auto-sabotagem. Essa preguiça, de dentro pra fora, pode e deve ser exterminada – o quanto antes! Dê uma olhada na sua vida, você está feliz com o que veste? Não? Trate de mudar algo pois o problema não é você, ou quem você é… ele está em você.

  • %
Deixe um comentário em "Por um guarda-roupa menos preguiçoso"

Comentário Fechados.