Conversinha Fashion » Arquivos » Ajustado, simples assim
05 setembro 2011
Ajustado, simples assim

Valorizar a silhueta não siginifica usar roupas justas ou decotadas; significa ressaltar as linhas do corpo com o que há de melhor para você.

A diferença marcante entre uma roupa que veste bem, e valoriza as linhas da silhueta, é o detalhe da mesma ser sutilmente ajustada – nem larga e nem grudada. Para tal é preciso pensar em pequenos detalhes, no diferencial do corte impecável em incrível modelagem.

Em cores neutras, ainda que escuras ou claras, o corte e a qualidade da peça é duplamente evidenciado. As estampas, ou sobreposições complexas, escondem pequenos defeitos que ficam perceptíveis em combinações que respiram um pouco da casa do minimalista.

Um detalhe importante, ainda que pequeno, é que as roupas devem estar sempre um dedo distante da pele, gerando espaço que libera os movimentos e que deixa o corpo respirar. Esse pequeno cuidado é essencial principalmente em tecidos finos e/ou em cores claras.

É elegante e sensual, ao mesmo tempo, a ideia de uma roupa que brinca com o corpo e que se aproxima das curvas de acordo com os movimentos e com o momento. Aquela história que está na forma de caminhar, no abaixar e levantar… e não tanto no que é oferecido de bandeija. A questão é que, sem certos ou errados, tudo funciona e podemos trabalhar com tais características dependendo do momento.

Para as roupas largas, soltinhas, atenção especial para a importância de deixar alguma parte do corpo a mostra, seja pernas ou colo. Para as peças que cobrem todo o corpo, da cabeça aos pés, interessante pensar em algum detalhe que afunila ou que marca alguma das linhas da silhueta – incluindo a importante linha de cintura.

As imagens são da Hiliday Collection de Phillip Lim´s, 2011.

  • %
Deixe um comentário em "Ajustado, simples assim"

Comentário Fechados.