Conversinha Fashion » Arquivos » É conversando que a gente se entende
19 agosto 2011
É conversando que a gente se entende

A importância do diálogo está mais que clara em todas as esferas da vida, em todos os quesitos. É essencial saber ser direto e aberto, ainda que com delicadeza para não causar algum tipo de mal estar desnecessário. Medir as palavras, fazer uma seleção apurada de termos e adjetivos, é essencial; é melhorar o discurso, aprimorar a crítica ou o debate. Se calar, fechar a cara e acreditar que seu ódio ou insatisfação irão solucionar o problema, traduz grande ingenuidade. Isso pode, aliás, ser um reflexo da incapacidade de lidar com momentos difíceis, com horas de crise. Dar a cara a tapa, se colocar no limbo, é uma maneira de agilizar a descoberta para a solução de problemas – evitando que ruídos externos compliquem ainda mais algum tipo de situação já crítica. É preciso parar, pensar, medir o que ficou em aberto e, assim, ir em busca de melhorias. Mais do que isso, entender que, mais cedo ou mais tarde, devemos encarar o que nos assusta – à fim de fechar as portas que já não devem mais ficar abertas. Sempre pensamos em decobertas, em começos, em conquistas, mas devemos, também, saber como, quando e onde mudar o disco ou, mais do que isso, desligar o som. Não devemos deixar tudo passar, ou esperar passar, apenas por medo de magoar as pessoas envolvidas. Esperar a poeira baixar, talvez, pode ser uma boa técnica, lembrando que a sujeira, ainda que menos visível, continuará lá… e esta tende a fazer estrago ainda pior no primeiro ensaio de ventania. Investir em soluções é ousar com a certeza de que algo de bom sairá dessa mistura. Acredite, ou não, a atitude infantil e imatura de dar as costas ao diálogo, e se calar, pode ser trágica com o passar do tempo. Se veste de imaturidade quem não quer correr os riscos e os desafios de uma discussão. Com isso, pessoas se afastam e oportunidades passam.

Deixe um comentário em "É conversando que a gente se entende"
  1. Gabriel Toletino
    21/08/2011

    Ótimo texto…
    Campanha pró-diálogo.

  2. Amanda Medeiros
    23/08/2011

    Não é, Gabriel?!
    Alguém me mostrou como isso funciona… e funciona bem. =)