Conversinha Fashion » Arquivos » Aprendendo com a colônia
01 março 2011
Aprendendo com a colônia

Se há um povo que viaja muito esse povo é o japonês. Eles chamam muita atenção e sempre andam em grupos que carinhosamente chamamos de ‘colônia’ nos dias por Vegas e NYC. São agitados, animados e consumistas. Mais do que interessantes são referência, com uma imagem que agrada pela diversidade e pela capacidade de fazer a diferença utilizando o que é tendência junto à marca (tem que ser de marca), e o que comunica (cheio de significado).

Cair dentro de um padrão básico e comum ao brincar com modismos é algo muito fácil, o que não é tão simples é conseguir ser interessante com o que já está tão batido. No caso dos japoneses o que se vê é a forte utilização de camadas ou sobreposições, sem a preocupação evidente da valorização do corpo – no caso do dia. Já a noite o que se vê é formas em evidência, com peças pequenas e/ou justas, com acessórios dramáticos aos extremo.

Tudo o que por aqui tende a parecer confuso, bagunçado e exagerado é explorado sem medo ou receio, quase que como uma tradução das fortes diferenças culturais. No mais o manuseio de acessórios para cabelo, incluindo também chapeis e gorros engraçados, bem além do básico e padrão.

  • %
Deixe um comentário em "Aprendendo com a colônia"

Comentário Fechados.