Conversinha Fashion » Arquivos » Inspiração eterna
19 fevereiro 2011
Inspiração eterna

Repito aqui alguns looks do Saks in the City porque eu adoro a garota e considero ela uma super referência para quem sente que não é possível se vestir de maneira autêntica e divertida com uma silhueta voluptuosa. Olha, é sim (muito!) possível.

Mais do que peças que valorizam o corpo há toda uma atitude que enfeita e seduz. Auto estima é acessório, é complemento indispensável para que a imagem como um todo faça sentido e, assim, conquiste olhares. Pouco vale um corpo super magro e próximo às medidas padrão (aquelas que ninguém explica) se a expressão traduz uma constante insatisfação com a vida ou mesmo com o próprio corpo.

Assim vemos que lançar mão de roupas extremamente amplas, largas e soltas é um remédio muito pouco indicado para quem é plus size. Melhor é apostar nos cortes ‘da moda’, em peças interessantes, diferentes, legais… para tal basta acreditar e experimentar até ver que a roupa também faz sentido em corpos diferentes aos da capa da revista – e isso vale também para quem é muito magrinha e vê nisso um problema. Vamos ser menos críticos. Claro que a própria moda (principalmente na indústria nacional) precisa entender que existe público para o manequim acima do 42 e também para o 34, que não quer vestir roupa infantil. Olha que complicado. Assim sendo a Sakina (oi?!) surge como voz aqui no Conversinha não só para curvy ladies (nas palavras dela) mas para qualquer mulher fora do padrão – ela, eu, você, nós todas… porque só há uma Ambrósio por aí.

  • %
Deixe um comentário em "Inspiração eterna"

Comentário Fechados.