Conversinha Fashion » Arquivos » Errar e recomeçar
05 janeiro 2011
Errar e recomeçar

Depois de um momento de trauma, tristeza ou sofrimento existem sempre duas opções de caminhos para se seguir. Há a comodidade de se entregar a lágrimas e choro eterno, seguido por um enterro lento e sofrido – da pessoa querida em questão – ou o passar por cima do evento em busca de coisas melhores, trocando o rosto inchado por boas e novas perspectivas de um futuro mais feliz. Fato: cada sofrimento, por menor que seja, é um aprendizado que pode ser transformado em amadurecimento; cada erro, cada falha, a chance para entrar de vez nos trilhos e seguir um caminho mais calmo e feliz.

Há uma dura realidade. Só fazem com a gente aquilo que autorizamos, que deixamos. Há sempre um precioso momento, por vezes perdido nas entrelinhas do contexto, que nos mostra que o melhor seria pular fora ou fugir (correndo!)… e esse sinal se repete, várias vezes. É a vida, a tal vida, dando chances para que possamos ir em direção ao sol e não as trevas. Acontece que quanto mais prolongamos o corte, a quebra, pior fica a tal situação. Existem histórias que nunca melhoram, pelo contrário; é claro que há bem no nosso íntimo algo que nos indica que a tendência é ladeira à baixo… mas, por vaidade, deixamos de seguir as orientações do mapa. Sabe, é como achar que somos nós plenos donos de todas as situações, incluindo aquelas que possuem uma outra pessoa ou até um terceiro elemento em jogo. A verdade é que a vida, por vezes, nos coloca em um ciclo onde somos apenas parte de algo maior e temos que ter humildade para abaixar a cabeça e aceitar a derrota – por mais que isso seja doloroso (no coração, na alma e no ego). Perder, as vezes, é ganhar; perder, as vezes, é ter a chance de conquistar algo bem maior e melhor (para você). Perder pode ser o recomeço depois de momentos de desânimo ou tristeza. Por isso não devemos, nunca, nos deixar levar pelas lágrimas e pelo sofrimento eterno. Temos que reagir rápido, transformando a dor em impulso e energia – deixar de lado o ego ferido e todas aquelas memórias que te apontam claramente quais foram as suas falhas.

Pois bem, se a vida é assim (um perde e ganha, bem clichê) é bom sabermos a hora de assumir a derrota. Ao menos fica a sensação boa de sermos capazes de tentar algo novo, arriscar, brincar com coisas e mundos que não são os nossos; fica o poder de recomeçar, riscar páginas do passado e apagar quadros para que eles fiquem limpos e prontos para receber outros personagens. É vida, você é de pregar peças.

E, por fim, sempre me pego cheia de esperança e paz ao escutar essa música… porque as coisas sempre melhoram e, quando melhoram, elas melhoram muito!

Deixe um comentário em "Errar e recomeçar"
  1. Mai
    06/01/2011

    Lindo texto para abrir o ano, Amanda!!
    Para essas situações a fé me traz um conforto imenso e um impulso para que haja essa reinvenção.

    Acredito que só crescemos nos momentos tristes, já que na felicidade não queremos que nada mude ao redor e em nós. É só saber aproveitar cada um, né?! ;)

    Beijoooos e feliz ano novo!!
    Mai

  2. Amanda Medeiros
    06/01/2011

    Mai, sempre pego na fé… =) É mesmo um bom caminho. rs E hoje, depois de dias de chuva, fez um sol tão lindo… achei que o sol era p mim, como um sinal. rs Bjs flor!!

  3. Bruna
    07/01/2011

    Olá Amanda,

    Um 2011 maravilhoso pra vc! Como sempre, encontro textos lindos e inteligentes no seu blog, muitas das vezes era tudo o q eu precisava ler pra me animar!!!

    Obrigada, bjo

  4. Clivia
    07/01/2011

    Entre sempre no seu blog e como sou timida nunca comento, mas esse seu texto caiu tão perfeito para uma situação que passei pouco mais de 2 que não pude me manter calada…Parece que a ficha que faltava terminou de cair….
    Vou copiar, imprimir e carregar comigo e fazer dele uma constante lembrança de que escolhi o caminho certo…Levantar, sacudir a poeira e dar a volta por cima…Por mais doloroso que tenha sido essa escolha.
    Beijocas e feliz 2011

  5. Amanda Medeiros
    08/01/2011

    Clivia, que bom receber seu comentário… =) E fico ainda mais feliz pelo texto lhe ter sido útil como foi para mim (na forma de desabafo… rs). Bjs e um ótimo 2011 para você!

  6. Manu Demonti
    08/01/2011

    Amore…Belo texto! Ahh se tudo fosse “felicidade”…
    Happy 2011… I Can See!!
    Beijocas

  7. Renata
    09/01/2011

    Ótimo texto! Parabéns!