Conversinha Fashion » Arquivos » Quero ser consultor de imagem
29 outubro 2010
Quero ser consultor de imagem

São muitos os emails dia após dia, sem exagero, que recebo com perguntas sobre como se tornar um consultor de imagem/moda/estilo. Não há receita ou fórmula de sucesso. Há sim a necessidade primordial de saber que você não vai trabalhar com moda… você vai trabalhar com roupa, com a relação entre roupa e pessoa. Tendências não vão ser o auge do seu dia-a-dia, você não vai ficar fazendo compras ricas e poderosas toda semana e não vai haver o glamour de tardes de risadas e diversão. É um trabalho como outro qualquer.

Outro ponto que considero importante. Consultor de imagem/estilo não é o mesmo que consultor de moda. Consultor de imagem/estilo é uma tradução livre para personal styling, enquanto consultor de moda é aquele mestre em tendências que sabe o que cada consumidor quer, sabe dos pontos de venda para atacado, e por isso é capaz de auxiliar donos de loja a realizar suas compras. Ou seja, descobrir o que você quer fazer de fato é ponto primordial. Essa diferenciação entre nomes é obrigatória? Não, você pode chamar seu trabalho como considerar melhor. Eu mesma comecei com o ‘consultora de estilo’ a anos atrás quando todo mundo era personal styslit ou consultor de imagem; incorporei o ‘estilo’ porque achei que combinava mais com minha linha de trabalho.

E vamos lá. Ninguém vira consultor de imagem sem estudar, ou ao menos não deveria virar. É um trabalho sério que mexe diretamente com as emoções e com o bolso das pessoas. Não há como brincar e fazer o outro investir os tubos em algo que não terá retorno certo. Percebem a seriedade disso?! Gastar o dinheiro de outra pessoa, ou indicar um investimento, é uma responsabilidade muito grande porque posteriormente a fatura irá chegar não na sua casa (graças a Deus) mas na casa daquela pessoa que lhe contratou e que por isso já arcou com uma certa quantia.

Não há, ou não deveria haver, o famoso lavo minhas mãos. Trabalhar com imagem é trabalhar com personalidade, um trabalho conjunto. Não queira impor suas vontades em outra pessoa. Entenda que você não manipula números ou dados… são pessoas (!!!), cheias de sentimentos e expectativas. Isso é muito importante.

Nem tudo é tão sério, mas também não é tão divertido. Por ser um trabalho como outro qualquer existem dias de risadas, piadas e alto astral, porém existem os momentos de tensão natural – principalmente em frente ao computador (no trabalho que o cliente não está presente) ou nas visitas prévias às lojas onde nada parece combinar com a pessoa que você vai atender. Você, como profissional, vai depender não só do cliente mas das lojas que nem sempre oferecem tudo o que se espera delas. Dai é preciso ter várias cartas na manga para não desapontar o cliente que, repito, investiu alto no seu serviço.

Estudar, estudar e estudar. Não é um curso de 20 horas que vai lhe transformar em um consultor de imagem brilhante. Atender, testar e errar. Não são só cursos que vão lhe fazer um super profissional. É preciso ligar esses dois pontos para ficar confiante e preparado. No início é frio na barriga, é receio, são todas aquelas emoções normais das primeiras experiências, só que com o tempo a história muda. Se você sabe a teoria, já aplicou na prática em outras oportunidades e confia no seu material siga firma com suas opiniões sem forçar nada. No fim o cliente precisa entender o que está acontecendo para depois se ver feliz em frente ao guarda-roupa.

Agora… o que você precisa saber. Coisas que nunca ousei registrar em nenhum lugar.

Faça cursos com pessoas que lhe inspiram, não aceite menos que o melhor. De que adianta você estudar com uma pessoa que não possui experiência ou não é referência?! O erro mortal pode estar ai… em se contentar com pouco. Existem muitas pessoas por ai ensinando algo que simplesmente não conhecem e por isso formam um time gigante de profissionais pouco preparados que não sabem bem o que fazem… você quer ser mais uma dessas pessoas? Pois lhe digo que são muitas as clientes que atendi que vieram de outras profissionais, com experiências super negativas mas cheias de esperança de um futuro melhor. Ficou dramático, mas é verdade. Penso eu quantas não são as pessoas que depois de uma experiência ruim não saem por ai super tristes e falando mal da profissão… olha que péssimo, mas acontece em qualquer ramo.

Ai chega o discurso… eu amo comprar, por isso vou ser consultora de imagem. A compra é uma parte do serviço mas até chegar nela você, como profissional, vai passar por muita coisa. Comprar as cegas, sem conhecer o cliente, é o mesmo que comprar um presente para aquela colega do serviço que você nunca conversou direito. O que comprar?! Cri, cri, cri… silêncio e dúvida mortal.

Cobre o seu preço e mantenha-se firme a ele. Não se renda a valores baixos praticados por outros profissionais. Nem tudo o que é caro é excelente, mas é difícil encontrar um produto super barato que seja de fato ótimo. É como pedir pizza… você poder pedir aquela pizza baratinha que vem sem recheio e em pouco tempo lhe deixa morrendo de fome… ou pode pedir aquela super pizza um pouco mais cara que além de lhe satisfazer plenamente poderá ser guardada na geladeira para um lanche no outro dia. Sabe?!

Enfim, que profissional você quer ser? Ser consultor de imagem hoje está na moda, mas sobreviverão apenas aqueles que realmente amam a profissão e que de fato sabem o que fazem. São esses os que tem clientes que voltam de tempos em tempos e são esses que geram um clima de satisfação. Consultoria de imagem não é passatempo. Pode ser uma profissão complementar, mas geralmente funciona com que está de uma forma ou outra relacionada a algumas das vertentes desse serviço.

No mais sempre existirão pessoas em busca de um novo trabalho, uma oportunidade diferente ou um recomeço. E sempre existirão aquelas pessoas que trocam de profissão todos os dias… se denominam especializadas em coisas que nem sabem ao certo como são. Para quem está de fato na área acho que o essencial é não se deixar levar pela birra e permanecer confiante em seu trabalho. É lento, é demorado, é cansativo, mas não tem nada mais legal do que ver o sorriso de um cliente que coloca uma roupa e se sente super bem! Eu saio esgotada de atendimentos, mas quase sempre com a certeza de que foi importante e marcante na vida daquela pessoa. Alguns dias são mais difíceis, tanto pra cliente quanto para o profissional, mas a vida é assim mesmo – as vezes mais fácil e num piscar de olhos mais difícil. Acho que nós, consultores de imagem, não temos que amar as roupas; somos viciados pela capacidade de gerar qualidade de vida e melhorias potenciais na alto estima de todo cliente.

Observação. Como foi um texto quase que desabafo não corrigi… vou dar um tempo para reler e eliminar possíveis erros. Sei que se fizer isso agora vou acabar apagando tudo e acho que isso aqui pode ser importante para alguém… vai saber, não é?! =)

Deixe um comentário em "Quero ser consultor de imagem"
  1. Mariana
    30/10/2010

    hahaha verdade, Amanda. Gostei bastante do texto/desabafo. Tem muita gente caindo na moda e entrando nessa área, enxergando só o glamour, o prestígio, os convites para eventos, brindes e confetes que as pessoas jogam nos profissionais desse ramo, mas as coisas não são bem por aí, né? hehehe, tem que estudar, ralar, estar sempre atualizado, ter sensibilidade, saber ouvir etc, mas suas colocações foram muito boas. Pode até ter sido um balde água fria para alguns, mas a gente precisa deles de vez em quando, não é mesmo? Beijos e bom finde.

  2. Betina
    01/11/2010

    Excelente!!!!!
    Não corrige nada não!!!!! =)
    Bjokas

  3. […] This post was mentioned on Twitter by Dani Amado, Unique. Unique said: Excelente post sobre "Querer ser Consultor de Imagem" da Amanda Medeiros @alburcas http://bit.ly/bblRjz […]

  4. Chris Ribeiro
    25/11/2010

    Amanda,

    Perfeito! Texto excelente. Também recebo muitos emails, pedindo dicas de cursos. Vou linkar este post lá no blog.
    Espero que vc não tenha mudado nada no texto, pq ele é MARAVILHOSO.
    Bjos
    Chris

  5. Amanda Medeiros
    29/11/2010

    Chris, que bom que você gostou!!

    Não mudei nada… rs

    A gente sabe como é difícil fazer um trabalho sério e o quanto investimos na carreira… mas ao mesmo tempo vale tanto a pena, né?! =)
    Bjs!!