Conversinha Fashion » Arquivos » De olho no fast fashion
27 outubro 2010
De olho no fast fashion

Parcerias entre redes de fast fashion e nomes conhecidos da moda são interessantes para todos. Além do potencial natural de lucro, para quem produz, há a gigante visibilidade que a marca recebe fazendo com que o tal investimento altíssimo, acredito eu, retorne na forma de marketing e credibilidade. Para o cliente a aquisição de uma peça legal, com linhas interessantes e preço bom, é algo que fideliza e quebra preconceitos.

Hoje a concorrência interna entre as redes fez a multiplicação mágica das opções. Novembro será mês de grandes lançamentos… com direito a Oskar Metsavaht para Riachuelo e Maria Bonita Extra para C&A – só para começar.

Para sair feliz com sua sacolinha temática é necessário pensar bem no calculo mental do custo benefício, pois essas coleções especiais tendem a não ter preços tão baratinhos quanto os trabalhados nas Riachuelos, C&As e Renners da vida. Atentar-se para acabamento, problemas de modelagem e pequenos defeitos é primordial – sabendo que se uma peça está estranha pode ser que outra, idêntica, esteja perfeita. Se o controle de qualidade da facção que produz a peça (ou da própria marca em sua área de acabamento) é fraco cabe a nós consumidores tomarmos um super cuidado com o que levamos para casa.

Além de Oskar Metsavaht para Riachuelo e MBE para C&A teremos também Renato Kerlakian (leia-se ex Zoomp), Glória Coelho e Espaço Fashion (novamente) na C&A. Então corra Renner, corra Riachuelo que a C&A disparou na frente. Há rumores de que Cris Barros também terá linha na Riachuelo… oremos!

Na primeira imagem a flagship da C&A, no Shopping Iguatemi (SP); na segunda imagem a coleção da MBE para C&A; na última imagem Oskar Metsavaht para Riachuelo.

  • %
Deixe um comentário em "De olho no fast fashion"

Comentário Fechados.