Conversinha Fashion » Arquivos » Questão de gênero
22 setembro 2010
Questão de gênero

Homens e mulheres possuem percepções bem distintas sobre questões da vida, claro, mas mais ainda sobre a forma de encarar os fatos. No tangente das roupas essa diferença fica ainda mais clara. Os dois sexos apresentam formas super diferentes de lidar com o processo de compra. Enquanto as mulheres, no geral, observam mínimos pontos (do botão ao posicionamento da etiqueta) os homens visualizam rapidamente o resultado da peça no corpo (quando experimentam) e já correm para o caixa para finalizar a aquisição. Experimente, então, colocar duas peças parecidas (não iguais) lado a lado… enquanto os homens tendem a generalizar, falando que é tudo igual, as mulheres encontram alguma diferença no tom, na textura, no tamanho.

O igual, para os homens, remete a uma concepção de semelhante, aproximado; coisas que podem ser associadas por detalhes ou intensidades – inclua, ai, sentimentos. Homens, no geral, percebem o resultado do contexto e não se prendem a minúcias, coisa que as mulheres adoram fazer. Nós, mulheres, nos pegamos nas vírgulas, no acabamento, nas palavras… o homem se prende ao geral. Entender essa diferença melhora todas as interações – das profissionais às pessoais.

Trata-se de uma regra? Não, nunca. Porém sabemos que uma palavra, um olhar, um viés colorido ou uma linha que se solta pode dizer muito para a gente e não significar nada para o outro. Existem exceções, peças fora do contexto que são naturais – sem certo ou errado. Não se pode centralizar o pensamento, nunca; mas não se pode esperar, também, opiniões super profundas de alguém que simplesmente não está apto ou disposto a fazer tal tipo de reflexão. A partir disso o valor de saber bem quem você convida para ir as compras com você ou a carga que uma solicitação de discussão de relacionamento pode liberar. Cada um com seu tempo, cada qual com seu cálculo de eficiência e aproveitamento. Visões diferentes em contextos semelhantes são armas para a confusão.

Pulando para o ponto de vista, quem não ama essa cena? Em O Diabo Veste Prada Miranda mostra para Andy o quão diferente são os dois cintos e o quanto de informação está dentro dessa pequena diferença… não há um amante da moda que não tenha dado pulinhos e gritinhos ao escutar tal discurso.

Deixe um comentário em "Questão de gênero"
  1. isadora
    23/09/2010

    NOSSA. essa é uma das minhas cenas prediletas da VIDA. uma vez procurei esse video muuuito tempo pra ilustrar um post mas não achei! Agora já até favoritei no youtube! kkk

    Beijos!

  2. Amanda Medeiros
    23/09/2010

    Eu já tinha procurado uma vez, sem sucesso. Mas ontem cismei demais! rs Amo! Não canso de assistir. Bjs!

  3. Viviane
    27/09/2010

    Amanda,

    estou gostando muito rumo dado pelos últimos posts, porque eles têm feito do seu blog algo bem único… é uma mistura de informação, dicas de estilo e filosofia que não tem visto em outros lugares. Parabéns! Sou sua fã!

  4. Oi Amanda,
    Adorei o blog!
    Tb adoro este filme e principalmente esta cena! Achei bem interessante a reflexão que vc fez sobre as diferenças no olhar e no processo de escolha! Vou continuar visitando!
    Bjos!

  5. Amanda Medeiros
    02/10/2010

    Oh gente, não morri e nem desisti do Conversinha. Voltarei a postar assim que a LOCAWEB, que hospeda o site, solucionar o problema que me impede de acessar o painel de controle – por onde escrevo e tudo mais.

    Devido a esse problema também não consigo autorizar os comentários pendentes… mil desculpas! Mas é coisa da LOCAWEB.

    Bjs.

  6. Amanda Medeiros
    06/10/2010

    Ei Vivi!!!
    Que bom que você gostou desse novo rumo… esse caminho tem que agradado bastante. rs
    E fico sempre feliz com seus comentários! =) Bjs!