Conversinha Fashion » Arquivos » Aperfeiçoada, nunca inventada
16 julho 2010
Aperfeiçoada, nunca inventada

Muito se fala sobre as transformações visuais, claramente visíveis, da candidata Dilma Rousseff. Porém é na candidata Marina Silva que está latente uma modificação menos drástica que tende a dar resultados mais interessantes – pela naturalidade com que isso parece ter acontecido. Longe de intervenções cirúrgicas ou variados tratamentos estéticos percebe-se uma alteração nos detalhes focando não na construção fabricada de uma elegível mas na lapidação de sua essência e estilo pessoal.

Pensando num passado não muito distante tinhamos uma Marina Silva de visual bastante pesado, fechado em tons neutros e profundos. Peças óbvias eram utilizadas sem pertencerem de fato a aquele tipo de personalidade. Terninho, blazer em risca-de-giz, preto e cinza pesavam ainda mais a imagem forte e carregada dos traços naturais da candidata, gerando um afastamento visual que pode dificultar o acesso do eleitor aos seus grandes e bem talhados discursos. A imagem serve como forma de prender ou segurar o espectador para o grande momento, o momento da fala, que é o que seduz os eleitores e engrandece o político.

Enfim, num outro momento bem mais recente (de campanha aberta e direta) temos uma Marina Silva mais suave e clara, que brinca com estampas e com peças clássicas em cortes alternativos e diferenciados. Seus acessórios étnicos de referência indígena ou tribal crescem e ganham espaço indicando sua ligação e intimidade com questões do povo e também da natureza – super pertinente e adequado. Nos tons neutros, ligados à terra, uma outra forma de intensificar sua mensagem que fica mais aberta e divertida. De repente é gostoso e interessante observar Marina Silva, que ainda pode e muito aprimorar sua força estética. Investir mais ainda em cores claras, brincar com complementos variados e evitar o visual produzido ao extremo pode ser a ideia certa para aquela que sempre será requisitada mundialmente para expor seus pensamentos e que, também por isso, não pode deixar sua imagem de lado.

Para uma grande mulher, já tão respeitada, não há de forma alguma a necessidade de cair para os caminhos da vaidade extrema enfeitada por cabelos soltos e maquiagem trabalhada. Vemos aqui a Marina Silva candidata, em momento de trabalho, e podemos imaginar que em sua vida pessoal há uma outra essência. Leio os cabelos presos e rosto limpo como um retrato de transparência onde toda a atenção se prende em seu conteúdo e não em adereços decorativos. Imagem aperfeiçoada, sim; inventada, não.

Aqui não se discute discurso verbal, escolhas políticas ou preferências no cenário eleitoral. Analisamos imagem, que pode e deve potencializar todas as qualidades de um grande político.
Deixe um comentário em "Aperfeiçoada, nunca inventada"
  1. […] This post was mentioned on Twitter by pollyana martins, pollyana martins. pollyana martins said: moda que comunica http://amandamedeiros.com/2010/07/lideranca-marina-silva/ […]

  2. Andreia Andrade
    17/07/2010

    Pode falar sobre outros candidatos? Foi muito bom.

  3. Amanda Medeiros
    17/07/2010

    Sim, vou falar sobre outros nomes também Andreia. Bjs.

  4. julia
    17/07/2010

    Que ótimo post! Deixando a política de lado, tenho gostado muito das escolhas da Marina Silva. Ela foge dos terninhos com muito estilo.

  5. Marina Albuquerque
    18/07/2010

    Fala do Serra, que ele veste igual mendigo. E aproveite e fale dos candidatos dos partidos nanicos também. aposto que vai gerar os melhores comentarios….
    Ja a Dilma tá aquela historia … tem que cortar o babado urgente

  6. Viviane
    19/07/2010

    Adorei o post: interessante e pertinente! ;)
    Estou ansiosa para ler os outros.

  7. Amanda Medeiros
    19/07/2010

    Que bom que gostou Vivi! No meio da semana publico o outro. Bjs!

  8. Débora Pinheiro
    19/07/2010

    Parabéns pela forma simples e objetiva de descrever a mudança de estilo da Marina…
    beijos

  9. Amanda Medeiros
    20/07/2010

    Obrigado Débora. Bjs!