Conversinha Fashion » Arquivos » Ferramenta de Venda
14 julho 2010
Ferramenta de Venda

Uma das muitas coisas que a gente não gosta quando chega numa loja, além de preços altos, máquina de cartão fora do ar e grade furada, é vendedor(a) que não sabe atender. Pior é aquele vendedor que, na ânsia se tratar bem o cliente, exagera na dose de intimidade e elogios assustando aquele que gosta de sua privacidade.

Vender é uma arte para a qual alguns possuem talento natural. No entanto há como alinhar o seu jeitinho com o jeitinho da loja, e do cliente, melhorando os resultados e deixando

Enfim, por mais que listas de “pode” e “não pode” sejam coisas do passado existem casos que pedem uma orientação bem café com leite.

Não Pode

  • Abrir o provador
  • Ficar perguntando aos gritos “Ficou bom? Deixa eu ver!”
  • Soltar um “ficou lindo” sem nem ver direito a cliente
  • Exagerar na intimidade – leia-se: fofa, querida, linda, amor…
  • Empurrar, sem pedir autorização, mais roupas pra dentro do provador
  • Perguntar a uma nova cliente sobre a vida particular

Pode

  • Oferecer algo para beber
  • Oferecer para guardar sacolas
  • Sugerir complementos
  • Levar calçados adequados para compor o look
  • Elogiar com sinceridade
  • Perguntar sobre a temperatura do provador

E no mais é tentar sentir o cliente porque pessoas diferentes merecem cuidados diferentes. Por isso mesmo algumas vendedoras se dão super bem com clientes que não se entendem com outras atendentes… E para nós, clientes, cabe também ter educação e paciência que não custa nada mas faz bem.

E vocês, o que gostam e não gostam durante um atendimento? Qualquer informação pode ser útil e chega ao treinamento de vendas que aplico.

Imagem: GettyImages

Deixe um comentário em "Ferramenta de Venda"
  1. Débora Pinheiro
    15/07/2010

    Acho que vou enviar esse post pra alguns estabelecimentos da minha city…
    =/
    beijos

  2. KIKA
    15/07/2010

    XIII…TEM MUITA VENDEDORA PRECISANDO LER ESSE POST. E O PRINCIPAL, COLOCAR EM PRÁTICA.

  3. Amanda Medeiros
    16/07/2010

    Não é Kika?! Cada coisa que a gente vê e presencia…

  4. julia
    17/07/2010

    Hum… Fora as situações obvias de um atendimento ruim, não costumo me estressar com vendedores não… Eu particularmente gosto quando eles agem de forma natural, sejam eles mais sérios ou extrovertidos. Quando forçam uma simpatia exagerada, eu me sinto desconfortável. Mas como em todos os setores da vida, acho dificil agradar a todos. Percebo isso muito bem quando vou fazer compras com meu marido. O que pra mim pode soar simpatia, pra ele é um exagero ou o contrário…

  5. Amanda Medeiros
    19/07/2010

    Bem lembrado Julia.. o grau de satisfação vai depender dessa sintonia entre cliente e vendedor por isso que é tão importante (pra quem vende) tentar entender o que o comprador espera daquele momento.

  6. Erica
    20/07/2010

    Muito legal esse post! Aliás, eu queria muito dar sugestões pras lojas em que estou acostumada a comprar, mas a maioria não tem um canal de sugestões.
    Outro dia fui à minha loja preferida comprar um vestido que eu já havia escolhido pelo site. A loja é pertinho da minha casa e fui com meu bebê de 5 meses, não dava pra demorar escolhendo itens. Então pedi o vestido x na estampa e tamanho y. A vendedora demorou pra voltar e trouxe o vestido mais umas 6 camisas e outros 3 vestidos… A essa hora, minha filha já estava chorando querendo ir embora e eu recusando educadamente experimentar as outras peças…
    Tem outras duas coisas que eu de-tes-to: alarme nas peças (parece que toda cliente é uma ladra em potencial) e vendedora que traz as peças dentro de saquinho plástico (bem amarrotadas) pra gente experimentar.
    Veja bem, não estou falando de loja pequena não, isso tudo é na Maria Bonita Extra onde um vestido custa em torno de 400 reais…