Conversinha Fashion » Arquivos » Eu chamo de Botinha
30 março 2010
Eu chamo de Botinha

Uma das peças mais faladas e esperadas de todo inverno são as botas, que aparecem em modelos e tipos diferentes estação após estação. Seguindo as referências da temporada o que se encontra são modelos mais pesados, com aplicações de tachas e rebites, ou então os modelos com textura trabalhados na camurça ou mesmo no couro com nervuras. Nas variações do corte opções que podem ser tranquilamente aplicadas nas mais variadas silhuetas – basta focar no equilíbrio das proporções entre a relação roupa e corpo.

Assim como pede a tendência as botinhas devem possuir bico fino, compensando o cano curto que costuma encurtar as pernas; com a ilusão de pés alongados, afinados na extremidade, esse efeito é amenizado. Os saltos, vertiginosos ou moderados, agregam estatura e alinham as curvas do corpo com grande sensualidade.

Fivelas, aplicações ou detalhes aparentes são enfeites que servem como forma perfeita de expor muito do seu gosto pessoal, como uma maneira de se revelar mais do que lhe agrada e seduz. É claro que um número grande de detalhes ou pontos focais acaba por atrair olhares para essa parte baixa do corpo, só que pode-se pensar além da questão do equilíbrio visual e harmonia entre formas brincando com a sedução características dos sapatos – puro fetiche. Está ai uma das razões que aparentemente vêm virando a cabeça das mulheres… os sapatos da estação são altamente charmosos, sugando olhares e despertando o desejo de consumo por essa pegada fortemente sensual e mazoquista. Já percebeu?!

Mas nem tudo precisa ou deve ser assim, tão sexual. Sabe-se que dentro desse universo de ankle boots existem cores, modelos mais lisos e refinados, além das variações abertas que imitam sandálias. E pra tudo isso há um nome teórico, um nome real para a peça, que acaba por ser super relativo então viva a generalização.

Pra fechar fica a dica de trabalhar com monocromáticos ou linhas contínuas se você sente receio em cortar demais o corpo e acabar com a silhueta achatada ou aumentada. Para as mulheres super altas e magras vale trabalhar com mais recortes horizontais espalhados pelo corpo, desenhando as curvas que você sempre quis ter. E, cansou da peça utilizada com vestidos, bermudas ou saias? Joga com uma calça que esconde perfeitamente o segredo da peça, tomando o cuidado para usar uma meia curta da cor do sapato para não deixar a mostra aquela faixa de pele sempre que for se sentar.

As primeiras botinhas são da Schutz; já os modelos da segunda imagem são Arezzo.

Deixe um comentário em "Eu chamo de Botinha"
  1. Carol
    30/03/2010

    Olá Amanda

    Gosto muito do seu blog. Só passei por aqui para te dar os parabéns!

    Ah posso fazer um pedido? gostaria de ler mais dicas para as gordinhas. Tenho estatura mediana (1.60 cm), peso 70 kg, busto pequeno. A maior parte da gordura esta localizada no abdomem.

    obrigada
    bjs
    Carol

  2. Maria Eliza
    01/04/2010

    ai adorei esse post, assim fiqeui sabendo das novidades.. Parabéns!