Conversinha Fashion » Arquivos » Curto sim, curto não
30 dezembro 2009
Curto sim, curto não

Curtinho_1

Entre o curto e o curtíssimo uma escolha pessoal, que passa pelas limitações da silhueta, adequação a ocasião e mensagem a ser enviada. Seria injusto, ou pouco correto, julgar alguém apenas pelo comprimento da saia/vestido, mas nós bem sabemos que é isso que acontece… assunto pra outro dia.

Na questão da perspectiva podemos dizer que comprimento mini em pernas finas possui efeito super diferente ao mesmo comprimento em coxas grossas; isso não significa, de forma alguma, que uma saia curtinha só pode ser usada por quem ter pernocas delicadas… mas veja que a sensualidade quase toca a vulgaridade se as pernas são volumosas e super marcadas. Um volume acentuado tende a chamar atenção mesmo quando coberto, podendo ser extremamente sensual apenas pelas linhas ajustadas de um bom corte… já o mesmo pode não acontecer quando o corpo é mais sequinho, por isso deixar tudo super em evidência não chega a ser tão chamativo.

Pernocas

Thaila apresenta coxas finas, já Sabrina possui coxas marcadas mas ainda assim delicadas; Priscila é dona de coxas bem grossas.

Pra sentir a diferença basta comparar o efeito de um mini em silhuetas bem distintas. Precisa dizer mais alguma coisa?! Por isso vale pensar bem na sua escolha porque, as vezes, o melhor é deixar mais a mostra uma outra porção do corpo; em contrapartida talvez você, de coxas delicadas, está perdendo uma ótima chance de brincar com sua sensualidade ao cobrir com comprimentos longos e folgados pernas que ganham muito mais quando são valorizadas através de cerca exibição.

Por isso eu sempre digo que antes de se preocupar em copiar alguma roupa ou referência bacana vista por ai é essencial conhecer sua silhueta, entendendo formas de trabalhar bem suas curvas – tirando máximo proveito de todo seu potencial.

Deixe um comentário em "Curto sim, curto não"
  1. Amanda Medeiros
    30/12/2009

    Achei ótimo Eveline!!! Super obrigado pelas referências.